Geddel se licencia da presidência estadual do PMDB; Tavares assume interinamente

26 JUL 2017
26 de Julho de 2017


Geddel se licencia da presidência estadual do PMDB; Tavares assume interinamente
Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

Preso no último dia 3, o ex-ministro Geddel Vieira Lima se licenciou da presidência do PMDB nesta semana. A informação foi confirmada por seu irmão, o deputado federal Lúcio Vieira Lima. “Ele se licenciou para se dedicar, logicamente, a sua família e a sua defesa. Nesse caso assumiu interinamente o vice-presidente, [o deputado estadual] Pedro Tavares”, explicou Lúcio, que não soube informar o dia em que a medida ocorreu. “Foi ontem, anteontem... Não teve reunião, nem coisa nenhuma”, disse. Na última segunda, Lúcio divulgou, em seu perfil no Instagram, fotos de encontros com lideranças municipais na sede do partido em Salvador, seguidas de jantar no restaurante Yokoyama, na Pituba, com Tavares e outros correligionários, como o líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). Segundo o parlamentar, a licença não tem prazo de encerramento e não ocorrerá a escolha de um novo presidente em definitivo. “Ele pode voltar a 5 dias, daqui a 10 dias, 60 dias. É licença. Se tira licença para saúde, para interesses particulares. A dele foi por interesses particulares”.  Lúcio afirma que Geddel está “tranquilo, cuidando da vida”, enquanto seus advogados cuidam da defesa. “Até porque não tem nenhuma denúncia contra ele”.


Voltar